Confiance Medical

Por que investir em um bom Sistema de Armazenagem e Gravação de Imagens Médicas?

A tecnologia evoluiu muito, porém poucas equipes realmente utilizam na plenitude seus recursos. Agora com a LGPD, ela tornou-se um risco enorme que precisa de atenção dos gestores. Se bem gerida, pode tornar-se um grande diferencial competitivo.

Os Sistemas de Gravação de Imagens diagnósticas e cirúrgicas são muito comuns em todos os centros cirúrgicos e nos ambulatórios de algumas especialidades.  As salas mais bem equipadas possuem gravação específica, como nos vídeos endoscópios e microscópios. Além disso, possuem gravação no foco e panorâmica da sala cirúrgica.

Mas para onde vão essas imagens? Quem tem acesso a elas? Os dados desses pacientes estão anonimizados? Meus dispositivos falam entre si? Quanto menor a infraestrutura, mais descentralizado esse risco está. Por isso, é preciso conhecer bem seu parque tecnológico, entender com seus fornecedores os recursos que seus dispositivos possuem para anonimizar dados e auxiliar na criação de processos de backup organizados, de forma que seja possível realizar uma consulta ordenada, mas somente por quem de fato tem autoridade para isso.

Garantir a segurança desses dados não é simples. Se pensarmos em pacientes politicamente expostos, os potenciais prejuízos podem ser incalculáveis. Mas nem tudo são espinhos, existem oportunidades claras nesse cenário. Os bancos de dados de prontuários médicos que conseguem incorporar (com segurança) fotos e vídeos dos procedimentos, são diferenciais competitivos que podem aumentar o LTV (Life Time Value) de pacientes e equipes cirúrgicas, os principais clientes de todo hospital.

Os Sistemas de Armazenagem e Gravação de imagens são importantes, pois são capazes de armazenar fotos e vídeos com segurança e protocolos de acesso, podem colaborar com atividades acadêmicas, trabalhos científicos e até em pesquisas de alto nível, dependendo do perfil de seus cirurgiões.

Sistemas como o CM- RERCMASTER 3, além de interface Dicon e PACS,  permitem acesso remoto à cirurgia, um recurso que, utilizado com responsabilidade, colabora demais com a qualidade e segurança do paciente, uma vez que permitiríamos a multiplicação do conhecimento prático através de demonstrações ao vivo, com participação de alunos e tutores.

Uma escolha importante a fazer é a de definição da imagem. O FULL HD já se tornou um padrão, mas algumas aplicações exigem 4K. Se você já tem infraestrutura para FULL HD, talvez não faça sentido investir em 4K, mas se está planejando construir seu parque de imagens do zero, talvez faça sentido pensar logo no próximo passo tecnológico, que será 4k.

A linha de gravadores de imagens Confiance Medical conta com 2 modelos, o CM-RECMASTER 1, que grava em cartões de memória classe 10 ou superior em definição FULL HD (1920x1080p) e o CM-RECMASTER 3 que grava em HD interno de 1T, exporta para pendrives e HD externos fotos vídeos indexados por data, nome do paciente ou tipo de procedimento.

O CM-RECMASTER 3 está disponível nas versões com definição FULL HD (1920x1080p) e definição 4K (3840x2160p) e é considerada melhor imagem disponível no mercado de videocirurgia mundial.

É importante pensar que existem ações que dependem de investimentos e outras que só dependem de um bom processo, que mantenha registros e gere a segurança necessária para que não haja perdas jurídicas.

Curtiu?

Conheça um pouco mais sobre os nossos Gravadores de Imagens aqui.

Tem alguma sugestão de artigo? Manda pra gente: marketing@confiancemedical.com.br

Guarany Guimarães

Diretor de Mercado & Co-Fundador – Confiance Medical

#PorUmMundoSemCicatriz