Confiance Medical

Qual é a importância dos acessórios para a Videocirurgia?

Em determinadas ocasiões, são tão ou mais relevantes que os equipamentos principais.

Gerar uma boa imagem é fácil. Manter essa imagem boa durante toda a cirurgia é a questão. É como se brinca no centro cirúrgico: “anestesia na veia não é vitamina não”. Tempo cirúrgico conta muito. Perder tempo cirúrgico por imagem embaçada, cavidade murcha e falta de luz são contratempos mais comuns do que imaginamos.

Os cirurgiões pioneiros da videocirurgia dirão que, atualmente, óticas, cabos de fibra e pinças duram muito menos do que no passado, gerando perdas de tempo cirúrgico que nos anos 90 não ocorriam. E eles têm razão. Com a necessidade, legítima, de se autoclavar os endoscópios rígidos de todas as especialidades, a resistência de lentes, fibras e colas especiais reduziu muito, ocasionando infiltrações mais frequentes e perdas de tempo cirúrgico recorrentes.

Quando esses itens seguem para manutenções corretivas, nem sempre são utilizadas lentes e fibras originais. E como a degradação de parque de óticas e cabos reparados é gradual, muitas vezes é preciso acontecer uma cirurgia complexa, com muito sangramento e momentos críticos do procedimento para que se perceba que aquela ótica e aquele cabo de fibra estão ruins.

A própria palavra acessórios nos leva a reduzir a importância desses itens. Sua origem etimológica remete a “accessoriu”: ajuntar. E sua descrição menciona que é aquilo que segue o principal, coisa secundária. Mas na videocirurgia os acessórios podem ser mais importantes do que o principal. Eles levam luz e iluminam bem ou mal a cavidade. Também levam CO2, criando campo operatório e deixando imagem limpa ou reduzem o campo e deixam a imagem embaçada.

Dimensionar corretamente a quantidade de óticas e cabos de fibra de acordo com seu volume cirúrgico nem sempre é possível, seja por restrições orçamentárias ou mesmo processos não definidos. Por isso, a conservação e manutenção preventiva de seus acessórios é tão importante. Leia atentamente ao manual do fabricante. Siga suas recomendações. Faça contato com seu fornecedor e solicite treinamento para seu time. Ensine ele a cuidar de seus acessórios.

Dar mais atenção aos seus acessórios pode trazer mais harmonia ao centro cirúrgico, aumentar a produtividade do setor e ainda garantir a segurança ao paciente.

E no seu hospital, como estão seus acessórios?

Curtiu?

Conheça um pouco mais sobre os nossos Acessórios aqui.

Tem alguma sugestão de artigo? Manda pra gente: marketing@confiancemedical.com.br

#PorUmMundoSemCicatriz